sábado, 21 de agosto de 2010

IBGE: 35 milhões de brasileiros vivem em casas sem rede de esgoto


Metade das cidades do país não tem sistema de coleta ou tratamento



Sem esgotos: poluição afeta córregos em cidades de todo o país (crédito: Arquivo Trata Brasil)
Da redação - Rio de Janeiro - Portal 2014
postado em 20/08/2010 14:49 h
atualizado em 21/08/2010 09:57 h
 
Cerca de 35 milhões de brasileiros, ou 18% da população, vivem em residências nas quais não há serviço de coleta de esgoto, segundo um estudo divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
De acordo com o relatório, que utiliza dados recolhidos em 2008, dos 5.564 municípios do país, 45,7% contavam dois anos atrás com acesso a redes de esgoto, acima dos 33,5% registrados em 2000.
Apesar de a metade (54,3%) das cidades do país carecer desse serviço, a percentagem da população afetada era de apenas 18%, já que os estados mais povoados são precisamente os que mais contam com redes de esgoto.
Enquanto a percentagem de cidades do estado de São Paulo com o serviço chegava a 82,1% e em Minas Gerais a 68,9%, em estados como Amapá, Pará e Rondônia a proporção caía para 3,5%, 1,7% e 1,6%, respectivamente.
Além da carência de redes de esgoto, apenas 28,5% dos municípios brasileiros tratavam a água em 2008. No entanto, a percentagem de esgoto colhida que é tratada saltou de 35,3% em 2000 para 68,8% em 2008.
Sobre o abastecimento de água, apenas 33 municípios do Brasil careciam totalmente do serviço em 2008 e estavam concentrados nos estados de Rondônia e Paraíba. O número é muito inferior ao de 2000, quando 116 cidades não contavam com fornecimento de água.
Um total de 99,4% dos municípios do país contavam com abastecimento de água, mas esse serviço não se estendia a toda a população e cerca de 12 milhões de residências não contavam com o serviço.
Do total de municípios, 50,8% utilizavam lixões a céu aberto em 2008, contra 72,3% em 2000, e apenas 27,7% contavam com aterros sanitários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário