quarta-feira, 8 de abril de 2015

Empresários e sindicalistas pedem socorro para indústria

07/04/2015 - Monitor Mercantil

Entidades sindicais e de empresários lançaram nesta segunda-feira, na capital paulista, uma coalizão em defesa da recuperação da indústria da transformação. O manifesto, assinado por 32 organizações, aponta que o segmento representava 35% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, na década de 1980 e, desde então em queda, chegou a 12% de participação. 

A perda de competitividade é apontada como a principal razão para este decréscimo. O documento pede mudanças em fatores como câmbio, juros e carga tributária. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ), Carlos Pastoriza, avalia que a desvalorização da indústria nacional impede o desenvolvimento do país. "Este é um grito de alerta à sociedade e ao governo da destruição que a indústria sofre, por conta de situações macroeconômicas que tornam inviáveis a fabricação competitiva de manufaturas", apontou. 

De acordo com os organizadores, as entidades empresariais que formam o grupo representam 50% do faturamento da indústria de transformação e as entidades sindicais reúnem 4,5 milhões de trabalhadores. 

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), Walter Cover, destacou que a proposta do grupo sobre os impostos, por exemplo, é que eles não cresçam mais. Em relação aos juros, é que ele se aproxime de patamares internacionais, abaixo de 2%. Cover falou ainda sobre a necessidade de uma política cambial que permita o crescimento das exportações brasileiras. 

Fonte: Monitor Mercantil
Publicada em:: 07/04/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário