quinta-feira, 21 de maio de 2015

Ferroviários vão à Assembleia pedir fim das concessões no setor

20/05/2015 - Mídia Max

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias foram até a Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (19), defender o fim das concessões da malha do setor à iniciativa privada. Recentes demissões e faltas de INVESTIMENTOS estão entre os problemas apontados.

 "O modelo de concessão se tornou um fracasso, as ferrovias servem para integrar e levar desenvolvimento, mas o capital privado não tem interesse em INVESTIR", diz o coordenador-geral do sindicato, Roberval Duarte. Além dele, outros representantes da categoria estiveram no plenário da Assembleia, onde empunhavam cartazes contrários ao sistema de gestão atual.

Ainda segundo o sindicalista, atualmente quase toda a movimentação de cargas é feita por rodovias, o que encarece, resulta em mais acidentes, afeta a qualidade de vida dos caminhoneiros e gera maior demora. "A ferrovia é mais rápida, mas hoje está sucateada", conclui.

O objetivo da ida ao Legislativo foi justamente mostrar a situação, disse o coordenador-geral. "Falta fiscalização da União nos contratos de concessão. A ALL (empresa concessionária de malhas em MS, além de MT, SP, PR, SC e RS) já adiantou que não tem previsto INVESTIMENTOS para ferrovias no Estado".

Porfim, o sindicato dos ferroviários reclama de demissões. Foram cerca de 100 desligamentos ou transferências feitas somente do começo de maio para cá, de acordo com a representação da categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário